A (in)visibilidade na deficiência

O duelo entre visibilidade e invisibilidade na deficiência é um dos mais complexos. O livro “Disability Visibility: First-person stories from the twenty-first century” oferece uma compilação de reflexões urgentes sobre a vida com os mais diversos tipos de deficiência. Há espaço para pensar a eutanásia e o aborto, preconceitos, e casos muito particulares como, por exemplo, os direitos concedidos a um recluso com deficiência ou a dficuldade de encontrar roupa, além de funcional, que seja bonita. É um livro transformador do qual se destaca a seguinte frase, num ensaio de Harriet McBryde Johnson:  

My fight has been for accommodation, the world to me and me to the world.”

Sound of Metal” é um filme que merece ser visto e celebrado. Obriga-nos a entrar na experiência de uma pessoa que perde a audição, envolvendo-nos no seu percurso. Confronta-nos com o modelo social da deficiência, a importância da Língua Gestual e muitas mais questões. É um exemplo de representatividade e destacam-se duas peças que nos fazem pensar mais sobre esta longa-metragem e os seus temas: do Los Angeles Times e da IndieWire.