Homepage Nuclear

#20 i

A nossa percepção do que foi a escravatura é uma miragem. No século XIX, nos EUA, criou-se o Underground Railroad. Um movimento formado por abolicionistas e escravizados para libertar pessoas da escravatura. Colson Whitehead escreveu um romance com o mesmo nome, adaptado numa série… Continuar a ler #20 i

Ler mais

Tina Turner

“Tina” é o recente documentário biográfico sobre a vida de Tina Turner. Realizado por Daniel Lindsay e T. J. Martin, com a voz do seu sujeito na primeira pessoa. Tina continua viva e colaborou com o projecto, falando tanto na glória da sua vida… Continuar a ler Tina Turner

Ler mais

#19 Unbreakable

Tina Turner é inquebrável. Este statement torna-se ainda mais claro na forma como a sua vida é abraçada no documentário biográfico “Tina” em que assume, logo nos primeiros minutos, que nunca foi feliz. É a figura central deste episódio, que tenta contextualizar e celebrar… Continuar a ler #19 Unbreakable

Ler mais

#18 Jealousy

A cultura suburbana do ballroom voltou ao circuito mediático com a série Pose. Mas como surgiu este movimento? A comunidade nasceu em Nova Iorque, na década de 70, entre pessoas LGBT, afro-americanas e latinas que, nas ruas, entre a pobreza extrema, a prostituição e… Continuar a ler #18 Jealousy

Ler mais

#17 Remar

Portugal continua a alimentar uma sociedade segregadora das pessoas com deficiência. “Crip Camp” é um documentário que nos mostra uma cenário idílico, para, a partir dele, embarcar na luta por uma sociedade com menos obstáculos. Também na cultura podemos fazer mais e melhor. O… Continuar a ler #17 Remar

Ler mais

Crip Camp

Crip Camp é o documentário de Nicole Newnham e Jim LeBrecht, produzido pelo casal Obama, sobre o movimento dos direitos civis de pessoas com deficiência nos EUA. Começa com a experiência do acampamento Camp Jened, que decorreu entre 1951 e 1977, para jovens com… Continuar a ler Crip Camp

Ler mais

Amazing Grace

“Amazing Grace”, de Aretha Franklin, é um álbum transcendente. Um regresso ao gospel da sua infância que nunca deixou a sua identidade, foi apenas ganhando novas expressões. Sobre a fluência com que agrega diferentes géneros no seu trabalho, o obituário da Rainha da Soul,… Continuar a ler Amazing Grace

Ler mais

#14 Foi Deus

“Foi Deus / Que me pôs no peito / Um rosário de penas / Que vou desfiando / E choro a cantar” – Amália gravou “Foi Deus” em 1952, em Abbey Road, em Londres. É um clássico intemporal, sem limites religiosos, num fluido registo… Continuar a ler #14 Foi Deus

Ler mais

#12 Shattered Ground

Este episódio reflecte sobre a importância de adoptarmos no nosso pensamento o modelo social da deficiência. Esta ideia surge a propósito do filme “Sound of Metal” que faz uma representação de alguém que perde a audição e aprende Língua Gestual. Que bom é ver… Continuar a ler #12 Shattered Ground

Ler mais

#11 Louca

“Tudo ou nada” canta Gisela João em “Louca”. Esta edição parte das emoções despertadas pela canção, ancorando-se no estoico acto de resistir. Viver a vida com todas as intermitências. Ouvem-se temas de Etta James, Janelle Monáe, Beyoncé e Florence + The Machine. Num episódio sobretudo… Continuar a ler #11 Louca

Ler mais

Viola Davis

“I feel like my entire life has been a protest. (…) It is a part of my voice, just like introducing myself to you and saying, ‘Hello, my name is Viola Davis.’” Viola Davis, Vanity Fair (2020) “How To Get Away With Murder” colocou Viola Davis em… Continuar a ler Viola Davis

Ler mais

#10 Everybody Hurts

 A epidemia da SIDA foi um dos maiores flagelos sociais das últimas décadas. Nesta edição do NUCLEAR ouvimos e pensamos expressões artísticas que reflectem o impacto do HIV na sociedade, tendo a brilhante mini-série de Russell T. Davies, “It’s A Sin”, no centro. Importa… Continuar a ler #10 Everybody Hurts

Ler mais

#9 Nóiz

Que sociedade seria a nossa sem a partilha e a vida em comunidade? “Tudo, tudo, tudo, tudo que nóiz tem é nóiz”, canta Emicida em “Principia”. Este NUCLEAR inspira-se no mote dado pelo artista brasileiro, mas além da música, mergulha também no seu documentário… Continuar a ler #9 Nóiz

Ler mais

#8 Nasty

Um episódio sobre a emancipação do desejo feminino, que começa com “Nasty”, de Janet Jackson, a abrir caminho para a geração seguinte. Há um legado de Miss Jackson quando ouvimos canções como “Partition”, de Beyoncé, e “Kiss It Better”, de Rihanna. Esta edição do… Continuar a ler #8 Nasty

Ler mais

#7 Teardrop

A pop, e a sua massificação, podem ser um excelente veículo de reflexão para a relação perversa que a sociedade alimenta com artistas e celebridades. O documentário “Framing Britney Spears” é uma janela para compreender tudo isto, através do processo legal (surreal) em que… Continuar a ler #7 Teardrop

Ler mais

Euphoria

“The absolute worst part of depression is that even though you know you’re depressed, you’re unable to stop yourself from getting worse.” Rue, Euphoria “Euphoria” é um retrato de diversidade compassivo e sem julgamentos que nos faz mergulhar nos sentimentos associados às drogas, ao sexo,… Continuar a ler Euphoria

Ler mais

#5 La Veneno

“A história da La Veneno era a maneira perfeita de falarmos sobre quão importante é ser-se visível e quão irrelevante é ser-se perfeito”. Foi assim que os criadores de “Veneno” descreveram a série espanhola à revista Variety. Neste episódio, reflecte-se acerca do impacto da… Continuar a ler #5 La Veneno

Ler mais

#4 Rescue Me

São 30 minutos de resgate pop neste NUCLEAR, com “Rescue Me”, de Madonna, incluído na playlist. Dá-se destaque à resiliência com que Dua Lipa tem confrontado a cultura pop no último ano. Fala-se no hino feminista que Dolly Parton criou quando editou, em 1980,… Continuar a ler #4 Rescue Me

Ler mais

La Veneno

“Veneno” é a mini-série, disponível na HBO, sobre a vida de Cristina Ortiz Rodríguez. É um retrato explícito e violento de tudo aquilo que viveu. A Time publicou um artigo completo sobre a sua vida e impacto na sociedade. O Público tem um texto interessante citado abaixo. … Continuar a ler La Veneno

Ler mais

Dua Lipa

“Dua Lipa is a shining star, blazing a dazzling trail through the pop cosmos. Just under four years ago, she released the first of her two albums. Today, she is dancing hand in hand with the zeitgeist, having carved with laser-like precision her place… Continuar a ler Dua Lipa

Ler mais

Reflexos da deficiência

Reasonable Adjustment foi um grupo de protesto, formado no início dos anos 90, que recorria à violência para contestar as condições de vida propostas pelo governo britânico a pessoas com deficiência. Esta reportagem mostra-nos o movimento. Existe uma exposição online sobre o Reasonable Adjustment, da autoria de Justin Edgar, que pode… Continuar a ler Reflexos da deficiência

Ler mais

SOUL

O último filme da Pixar teve uma petição em Portugal para regravar a dobragem. Numa película marcada pela diversidade, a sua representatividade não foi contemplada na construção da versão portuguesa. O Público tem um artigo muito completo sobre o tema que pode ser lido aqui. Nos EUA, a… Continuar a ler SOUL

Ler mais

#1 Strike a Pose

“Vogue” é uma das melhores canções pop de sempre e o manifesto do NUCLEAR na sua estreia. Fala-se em Amália, na biografia de Miguel Carvalho, editada em 2020, e ouve-se a sua versão de “Blue Moon”, de 1965. Existem ainda temas de Chloe x Halle e The… Continuar a ler #1 Strike a Pose

Ler mais