Sobre

Podcast e plataforma sobre energia cultural, onde se pensa e fala sobre diversas artes, mas, sobretudo, ouve-se música. Se NUCLEAR fosse descrito apenas com um género musical seria o disco, pela melancolia que vive mascarada de celebração. Aqui, teremos muita pop, abraçamos o espectro da música negra, bem como alguma indie e electrónica. Existe tanto espaço para dançar como para chorar. Tomando abrigo na liberdade que a cultura nos dá e acreditando nela como expressão nuclear da humanidade.

Foto: Pedro Ruela Berga / Miguel David

Tiago Fortuna

Apaixonado pela cultura no sentido lato, acredita na pop como meio de democracia cultural. Divide o seu tempo entre a criação e gestão de projectos para a inclusão de pessoas com deficiência na cultura e a comunicação estratégica musical. Criou NUCLEAR enquanto plataforma de partilha, numa tentativa de estímulo e manutenção da consciência colectiva através de fragmentos artísticos. É licenciado em Ciências da Comunicação pela FCSH – UNL, a mesma instituição onde se pós-graduou em Comunicação de Cultura e Indústrias Criativas.

Media: Shifter // Público // P3

Social: Spotify // Instagram // Linkedin